Santa Terezinha Do Menino Jesus

A A

Data da fundação

04/07/1937
Pároco
Padre João Luiz Miqueletti
Vigário Paroquial
Padre José Roberto Novaes
Vigário Paroquial
Cônego Laerte Vieira da Cunha
Assistente Pastoral
Diácono Permanente Francisco Eduardo Lemes Nogueira

Setor

Tucuruvi

Endereço

 Avenida Guapira , 2055 , Jaçanã

Contato

 (11) 3892-2078
 Atendimento da secretaria
Terça-feira
07
00
12
00
Terça-feira
13
00
17
00
Quarta-feira
07
00
12
00
Quarta-feira
13
00
17
00
Quinta-feira
07
00
12
00
Quinta-feira
13
00
17
00
Sexta-feira
07
00
12
00
Sexta-feira
13
00
17
00
Sábado
07
00
12
00
Sábado
13
00
16
00
Breve história 

Na década de 1910 o bairro do Guapira, hoje conhecido por Jaçanã era muito pouco habitado. A região abrigava o hospital de leprosos "São Luiz Gonzaga", e isso contribuía muito para a falta de interesse em morrar no bairro, pois as pessoas temiam o contágio com a lepra. Com o passar dos anos o hospital deixou de cuidar dos leprosos para se dedicar ao tratamento da tuberculose. Além disso, os nomes "Guapira" e "Lepra" estavam sempre relacionados entre si. A solução encontrada foi mudar o nome da região para "Freguesia do Jaçanã", por causa de uma espécie de pássaro (Jaçanã) que habitava a região. Na região só existiam duas capelas, uma dentro do "Asilo dos Inválidos Dom Pedro II" e outra no "Hopital de Leprosos São Luiz Gonzaga". A igreja mais próxima era a Menino Jesus do Tucuruvi.
O asilo era dirigido por irmãs de caridade. E foi justamente de uma dessas irmãs, a irmã Filomena, que nasceu o sonho de construir uma nova igreja na região.
O primeiro passo era conseguir o terreno, que foi doado em 1922 pela Sra. Constança de Oliveira Vieira de Carvalho, através do procurados da Família Sr. Sebastião Laert, um terreno de 8 mil metros quadrados localizado na estrada do Guapira. Através de uma pesquisa com a comunidade foi escolhida como padroeira Santa Teresinha. Após a escolha da padroeira, a irmã Filomena, mandou vir da França a imagem da Santa. Houve certa confusão quando da entrega da da imagem. Os entregadores tinham ordem de só fazer a entrega pessoalmente à irmã que na ocasião estava viajando. A imagem só foi entregue algum tempo depois na cidade onde a irmã Filomena se encontrava. O povo em mutirão roçava o mato do terreno e, ali mesmo, começavam as grandes quermesses de Santa Teresinha. A movimentação era grande e se expandia cada vez mais. As irmãs do Asilo trabalhavam fazendo doces e salgadinhos para a quermesse. As procissões com andor eram realizadas com freqüência. No Andor eram colocadas as prendas; frutas; cabritos; leitões; etc., que eram leiloadas ao final da Quermesse. Muitos vaqueiros participavam do movimento buscando doações. Grupo de pessoas visitavam, de caminhão, os bairros adjacentes pedindo donativos. Os donos de olarias, principalmente a familia Rinaldi, doavam tijolos. Toda comunidade comungava um único sonho ver a igreja construída.
Finalmente em 1925, são iniciadas as obras da capela Santa Terezinha no local onde está construída a creche. No dia 25 de abril de 1930 o Pe. Paulo Florencio de Camargo celebrava a primeira missa na nova capela.
Passavam-se os anos e a população do Jaçanã aumentava. A capela de Santa Terezinha tornava-se pequena para o grande número de fiéis. As missas dominicais atraiam multidões e as pessoas precisavam de um espaço maior e mais confortável. O Padre Bruno estava com a ídeia fixa na construção de um novo templo. Espaço para isso havia de sobra. A capela ocupava apenas uma pequena parte do terreno. Foi então, que em 1932 um engenheiro do bairro fez gentilmente, a pedido do Padre Bruno, a planta da nova Igreja. O projeto foi incrementado e, no dia 19 de março de 1934, a Prefeitura do Município de São Paulo aprova a planta.
Novamente começariam as grandes campanhas. As dificuldades seriam as mesmas, pois, se por um lado a população do bairro havia aumentado, por outro, a construção da nova Igreja iria exigir muito mais dinheiro. Foram anos de muitas lutas. Cada um contribuía como podia, ora fazendo doações, ora trabalhando em mutirão colocando a mão na massa.
Finalmente no dia 25 de julho de 1937, o sonho se tornava realidade. E acontece a primeira missa no novo templo: "Paróquia Santa Terezinha do Menino Jesus do Jaçanã". A missa de inauguração aconteceu às nove horas da manhã. Começavam as comemorações na nova Igreja que, apesar de ainda não estar terminada já podia receber a comunidade com mais conforto. Após a grande missa, foi realizado um grande café seguido de um banquete no salão paroquial.
A história da comunidade de Santa Terezinha não tem começo nem fim. Amanhã, outros tantos farão parte da vida de cada um de nós, dentro e fora de nossa comunidade. O mais importante é se doar com amor e carinho para a comunidade. Trocam-se os padres, reforma-se a igreja, e até a liturgia e os paroquianos, mas não se troca, e nunca deverá ser trocado o Cristo que está em cada um de nós, alimentando-nos de força, coragem e fé para continuarmos a viver e tomar parte de seu mundo maravilhoso de paz e fraternidade entre os homens.

Paróquia a qual faz parte 
Paróquia Santa Terezinha Do Menino Jesus
Lugar - VF - Categoria e Nome 
Matriz Paroquial Santa Terezinha Do Menino Jesus

Missas

Domingo
07
30
Domingo
10
00
Domingo
18
00
Sábado
08
00
Sábado
16
00
Terça-feira
07
30
Terça-feira
19
30
Quinta-feira
07
30
Quinta-feira
19
30
Segunda-feira
07
30
Quarta-feira
07
30
Sexta-feira
07
30

Sacramentos

Batizados

Informações na secretaria

Crisma

Informações na secretaria

Curso para noivos

Informações na secretaria

Primeira eucaristia

Informações na secretaria

Confissões

De segunda a sexta-feira
Depois da missa