Apelo da Caritas: Quem abriria as portas ao Menino Jesus refugiado?

A A
O Presidente da Caritas Internacional, Card. Luis Tagle, faz apelo para o período do Advento.
Publicado em: 07/12/2017 - 16:00
Créditos: Redação com Rádio Vatiano

“O Menino Jesus nos chama a olhar as crianças nascidas em acampamentos, nas fronteiras, marginalizadas de nossas sociedades, com olhos novos e audazes. Nos atrevemos a abrir nossas portas?” Esta é a provocação do Presidente da Caritas Internacional, Card. Luis Tagle.

“Os sinos tocam durante o Advento não somente para a celebração, mas também para nos despertar do nosso sono”, escreve o Cardeal filipino, convidando os fiéis a uma contribuição neste Natal.

Jesus nasceu numa estrebaria, nos arredores de Belém, na periferia ou ‘zona desfavorecida’, como se diria hoje. A Sagrada Família, recordou o Card. Tagle, era una família de migrantes. E logo após seu nascimento, Jesus se tornou um refugiado.

“Mas nos atrevemos a abrir nossas portas? Nos atrevemos a abrir nossos olhos e corações a essas crianças?”, questionou o Presidente da Caritas Internacional.

Através do Menino Jesus, Deus se aproxima de nós e nos chama a avançar em nossa própria viagem pessoal.

“Enquanto esperamos o nascimento de Jesus, estamos chamados a abrir nossos olhos e corações à possibilidade da esperança. Deus está conosco, no caminho da nossa vida e também nós estamos chamados a acompanhar os outros em sua caminhada.”

Para ajudar a Caritas em seu trabalho com migrantes e refugiados, acesse a página: