O domingo do Menino Jesus

Um dos costumes que reforças a espera de Jesus durante o Advento é a benção dos presépios
Publicado em: 15/12/2017 - 14:00
Créditos: Redação

Luciney Martins/O SÃO PAULO

O terceiro domingo do Advento apresenta alguns costumes que reforçam a esperada vinda de Jesus Cristo no Natal. Além das diversas mudanças na liturgia da Missa, como o uso da cor rósea nos paramentos sagrados, da permissão de ornar o altar com flores e de se cantar músicas mais festivas, o Domingo Gaudete marca também uma grande tradição familiar: a bênção dos presépios.

No Vaticano, já é costume aquilo que em italiano se chama o Domingo dos Bambinelli, em referência ao Menino Jesus que é abençoado todos os anos pelo Santo Padre na Praça de São Pedro. Esse costume remonta ao ano de 1969 e teve origem com o Beato Paulo VI, quando milhares de crianças romanas foram até à Basílica Vaticana para que o Papa abençoasse o Menino Jesus, que depois seria colocado nos presépios de suas residências. 

Naquela ocasião, o Beato Paulo VI relembrou o significado da cena de Belém: “O presépio reaviva a memória da grande vinda, do nascimento de Jesus, o Salvador, o Filho de Deus feito homem; o presépio representa, assim, com cândida e ingênua simplicidade, o quadro de Belém; dá-nos uma lição do espírito cristão: o presépio nos diz como Jesus quis vir ao mundo: pobre, pequeno… veio de modo que os pobres, pequenos e rejeitados pudessem se achegar por primeiro; veio para fazer-se um de nós, tolhendo toda distância, todo obstáculo, todo temor; e dando um súbito sopro celeste de incomparável beleza e de soberana alegria: ‘Glória a Deus e paz aos homens!’”

Sempre foi desejo dos pontífices que cada uma dessas imagens abençoadas fosse o centro das famílias. São João Paulo II, em 2002, estimulava as crianças dizendo: “O presépio será o centro e o coração desses lugares, quando vocês colocarem o Menino Jesus abençoado neles. Acima de tudo, o Natal é a festa da família, pois, ao nascer numa, o Filho de Deus a escolheu como primeira comunidade consagrada pelo seu amor.” E também o Papa Francisco, quando recomendou que “é importante olhar o presépio. Parar um pouco e olhar. E ver quanta esperança existe nestas pessoas. Quem confia nas próprias seguranças, principalmente materiais, não aguarda a salvação de Deus. Os pequenos, ao invés, esperam nele e se alegram quando reconhecem naquele Menino o sinal indicado pelos anjos”.

 

Confira a oração da bênção que o Papa bento XVI rezou em 2008: 

Deus, Nosso Pai, tendo amado tanto o mundo que nos deu vosso Filho Único, Jesus Cristo, nascido da Virgem Maria, para salvar-nos e levar-nos a vós: nós vos pedimos que a vossa bênção desça sobre estas imagens de Jesus, que está para vir até nosso encontro, para que elas sejam sinal de vossa presença e do vosso amor em nossas casas. 

Bom Pai, abençoai-nos também a nós, nossos pais, nossas famílias e amigos. Abri nossos corações, a fim de que recebamos a Jesus com alegria, façamos aquilo que Ele nos pede e O vejamos em todos os que buscam e necessitam de nosso amor.

Nós vos pedimos em nome de Jesus Cristo, vosso amado Filho, que veio ao mundo para nos trazer a paz, e que vive e reina convosco pelos séculos. Amém.