Leigos, juventude e superação da violência são destaques da igreja em 2018

O ano de 2018 na Igreja será marcado por uma série de eventos
Publicado em: 11/01/2018 - 12:15
Créditos: Redação

Na Solenidade da Epifania do Senhor, que no Brasil foi celebrada no domingo, 7, existe a antiga tradição do anúncio das solenidades móveis do ano que se inicia.

A data mais importante do ano litúrgico é o Tríduo Pascal, que culminará no Domingo de Páscoa, este ano em 1º de abril. É do mistério pascal que derivam todas as celebrações do ano, tais como a Quarta-feira de Cinzas, em 14 de fevereiro; a Ascensão do Senhor, em 13 de maio; Pentecostes, em 20 de maio; e o 1º Domingo do Advento, em 2 de dezembro. 

Além das celebrações litúrgicas, o ano de 2018 na Igreja será marcado por uma série de eventos. A seguir, confira os principais. 

 

CAMPANHA DA FRATERNIDADE

Com o tema “Fraternidade e superação da violência”, a Campanha da Fraternidade (CF) 2018 será aberta em todo Brasil na Quarta-feira de Cinzas. Além de mapear a violência, a CF também colocará em evidência as iniciativas que existem para superá-la, e buscará despertar novas propostas com esse objetivo. 

“A Igreja no Brasil escolheu o tema da superação da violência devido ao crescimento dos índices de violência no Brasil. Esse tema já foi discutido na década de 80, quando o País vivia a recessão militar e dentro desse contexto foi possível mapear diversas formas de violência”, explicou o Padre Luís Fernando da Silva, Secretário-Executivo das Campanhas da CNBB, durante a apresentação do cartaz da CF 2018, em outubro de 2017.  

Para ajudar na vivência da Campanha nas paróquias, comunidades, organismos eclesiais e famílias, a CNBB disponibilizou subsídios e materiais para que se vivencie o propósito da Campanha. Padre Luís Fernando destacou, ainda, que o principal subsídio é o texto-base, que apresenta uma reflexão do tema a partir do método “ver-julgar- agir”. Além disso, haverá subsídios para alunos do ensino fundamental, médio e grupos juvenis. Já para ajudar na oração quaresmal, uma vez que a CF é lançada durante esse período, acontecerão celebrações em família, via-sacra, vigília eucarística, celebração da misericórdia e celebração ecumênica.

 

ANO NACIONAL DO LAICATO

No Brasil, o maior destaque é o Ano Nacional do Laicato, aberto no dia 26 de novembro de 2017 e que segue até 25 de novembro. Com o tema “Cristãos leigos e leigas, sujeitos na ‘Igreja em saída’, a serviço do Reino” e o lema “Sal da Terra e Luz do Mundo” (Mt 5, 13-14), o Ano Nacional do Laicato tem como objetivo celebrar a presença e a organização dos cristãos leigos no Brasil; aprofundar a sua identidade, vocação, espiritualidade e missão; e testemunhar Jesus Cristo e seu Reino na sociedade. 

Segundo Dom Severino Clasen, Bispo de Caçador (SC) e Presidente da Comissão Episcopal Especial para o Ano do Laicato, da CNBB, espera-se que este Ano traga um legado para a Igreja missionária autêntica, com maior entusiasmo dos cristãos leigos e leigas na vida eclesial e também na busca da transformação da sociedade. “Eu acredito que se conseguirmos estimular a participação e presença efetiva dos cristãos leigos na sociedade, provocando que aconteça a justiça e a paz, será um grande legado”, disse o Bispo ao apresentar o Ano Nacional do Laicato ao Conselho Permanente da CNBB, em junho de 2017. 

Ao longo do Ano, ocorrerão eventos, seminários temáticos nos regionais da CNBB e celebrações. Também foram produzidos subsídios que auxiliam no estudo e aprofundamento desses documentos.

 

14º INTERECLESIAL DAS CEBS

O primeiro evento de destaque nacional em 2018 será o 14º Intereclesial das Comunidades Eclesiais de Base (CEBs), que acontecerá de 23 a 27 de janeiro, em Londrina (PR), com o tema “CEBs e os Desafios do Mundo Urbano”.

Segundo Dom Giovane Pereira de Melo, Bispo de Tocantinópolis (TO) e Referencial das CEBs pela CNBB, o evento será “um voltar da Igreja por meio das Comunidades Eclesiais de Base sobre toda a realidade, os desafios de evangelizar e ser presença profética no mundo urbano”.

De acordo com a organização, o evento contará com a participação de 3,3 mil pessoas. Serão delegações dos Regionais do Brasil, uma delegação com dez pessoas do Cone Sul e uma da Europa, com um grupo da França e outro da Itália. Mais de 35 assessores já foram confirmados para ajudar na reflexão dos temas e nas plenárias. As reflexões serão desenvolvidas dentro da metodologia “ver-julgar-agir”.

Para isso, foram constituídas 25 equipes de trabalho.  A programação e outras informações do 14º Intereclesial estão disponíveis no site da CNBs. 

 

SÍNODO ARQUIDIOCESANO

Em 2018, a Igreja em São Paulo dá o seu primeiro passo concreto na realização do sínodo arquidiocesano, convocado pelo Cardeal Odilo Pedro Scherer, em junho de 2017. No dia 24 de fevereiro, no Colégio São Luís, no bairro Cerqueira César, acontecerá a celebração de abertura oficial do sínodo e o envio missionário dos representantes de todas as paróquias da Arquidiocese, que realizarão os trabalhos do sínodo nas bases. 

“Nesta etapa, a Igreja, por meio de suas paróquias e comunidades que nascem dentro da vida paroquial, pode dar um olhar sobre si mesma, observar as suas realidades mais contundentes. O que corresponde às necessidades da evangelização numa cidade como São Paulo, aquilo que é feito hoje para evangelizar, mas que no momento não corresponde aos anseios do que a evangelização realmente precisa para a circunstância de uma cidade dinâmica em tempos de transformação”, explicou o Padre Tarcísio Marques Mesquita, Secretário-Executivo do sínodo arquidiocesano. O Padre ressaltou, ainda, que o caminho sinodal acontecerá sem perder de vista a implementação do 12º Plano Arquidiocesano de Pastoral.

 

SÍNODO DA JUVENTUDE

A Igreja em todo mundo aguarda com expectativa a realização XV Assembleia Geral Ordinária do Sínodo dos Bispos, que acontecerá de 3 a 28 de outubro, no Vaticano, com o tema “Os jovens, a fé e o discernimento vocacional”. Os trabalhos sinodais já começaram com a publicação do documento preparatório e o lançamento do questionário enviado às dioceses de todo mundo e disponibilizado na internet. 

Segundo o Secretário-Geral do Sínodo, Cardeal Lorenzo Baldisseri, o site do Sínodo dos Bispos teve quase 300 mil contatos de jovens de todo o mundo. As contribuições dessas consultas ajudarão na formulação do Instrumento de Trabalho do Sínodo, que será elaborado para a Assembleia Sinodal. 

Antes da Assembleia Geral, será realizada uma reunião pré-sinodal de jovens, convocada pelo Papa Francisco para o período de 19 a 24 de março de 2018. Além dos que serão convidados para o encontro, foi aprovada a proposta de permitir a participação de outros jovens por meio das redes sociais.