Igreja Santa Paulina é inaugurada no Heliópolis

Celebração, com a dedicação do novo templo e do altar, foi presidida pelo Cardeal Scherer, na noite da sexta-feira, 30 de junho
Publicado em: 01/07/2017 - 17:15
Créditos: Daniel Gomes/O SÃO PAULO

A comunidade do Heliópolis, na periferia da zona Sul de São Paulo, esteve em festa na noite da sexta-feira, 30 de junho. Após quase 14 anos da criação da Paróquia Santa Paulina, em dezembro de 2003, finalmente a igreja-matriz foi inaugurada, fruto da mobilização dos paroquianos, de toda a Arquidiocese (já que parte dos recursos foram da coleta da missa do centenário da Arquidiocese em 8 de junho de 2008) e também da doação de católicos da Alemanha.

“Alegres vamos à casa do Pai e na alegria cantar seu louvor, em sua casa, somos felizes, participamos da ceia do amor”, foi o canto entoado pelo ministério de música e cantado pela multidão de fiéis, às 19h30, ao ingressarem novo templo, após as portas serem abertas pelo Cardeal Odilo Pedro Scherer, arcebispo metropolitano, que recebeu as chaves da igreja das mãos do pároco, o Padre Pedro Luiz Amorim Pereira.

No começo da celebração, Dom Odilo destacou que a nova igreja é esforço dos paroquianos e de todos que de alguma forma colaboraram para construí-la. “A igreja é feita para Deus e para a família de Deus”, afirmou o Cardeal. “Que aqui seja sempre sinal que Deus habita este bairro, que tem casa no meio de nós”, complementou.

Na sequência, houve a bênção da água, que foi aspergida sobre os fiéis, o templo e o altar. O rito de dedicação da igreja e do altar prosseguiu após a homilia, com a Ladainha de Todos os Santos; deposição sob o altar das relíquias de Santa Paulina, Santo Antônio de Sant’Anna Galvão, São José Marello e Santa Felicidade; prece de dedicação; unção do altar e das paredes da igreja com o óleo do Crisma; incensação do altar e da igreja, e posterior iluminação do altar e do templo.

Na homilia, Dom Odilo exortou os paroquianos a darem testemunho da fé católica no bairro e lembrou que a matriz-paroquial deve reunir a comunidade, como família de Deus, ser lugar de amor, respeito, caridade, fraternidade, alegria e esperança. “Nós construímos aqui a casa de Deus, mas a casa de Deus verdadeira somos nós”, afirmou.

O Arcebispo ressaltou, também, que a igreja é o local do sacramento da Eucaristia e disse ser indispensável a participação dos fiéis nas missas, especialmente nas dominicais.

Na parte final da celebração, o Cardeal agradeceu ao empenho do Padre Pedro Luiz para a conclusão das obras, e o Sacerdote também expressou gratidão a todos que se empenharam com as doações nos últimos nove anos e na conclusão das obras, que foram iniciadas em agosto do ano passado.

Por fim, Dom Odilo lembrou que a cada ano, no dia 30 de junho, deve ser celebrado, de modo solene, o aniversário de dedicação da Igreja Santa Paulina.

Além da igreja-matriz, localizada na Rua 28 de Outubro, 07, Cidade Nova Heliópolis, a Paróquia Santa Paulina é composta pelas comunidades São Benedito, Santa Isabel e Santa Clara. O prédio da Comunidade São José, antiga matriz-paroquial, será transformada em um centro pastoral.

Leia a reportagem completa na próxima edição impressa do O SÃO PAULO, a partir de quarta-feira, dia 5