Cardeal Dom Frei Cláudio Hummes, O.F.M.

Arcebispo emérito da Arquidiocese de São Paulo
Prefeito emérito da Congregação para o Clero
Vigário-Geral da Arquidiocese de São Paulo

 

Período: 1998 - 2006

galeria de fotos

 

Biografia

O Cardeal Dom Frei Cláudio Hummes, OFM nasceu em Montenegro, RS, em 08.08.1934, filho de Pedro Adão Hummes e Maria Frank Hummes. Ordenou-se padre em Divinópolis, MG, em 03.08.1958, pertencendo à Ordem Franciscana dos Frades Menores.

Foi nomeado Bispo Coadjutor “com direito de sucessão” da Diocese de Santo André (SP), em 22.03.1975, ordenado bispo em Porto Alegre-RS, em 25.05.1975, e tomou posse em 29.06.1975. Permaneceu como Bispo Coadjutor “com direito de sucessão” até 29.12.1975, quando assumiu como Bispo Diocesano de Santo André, ficando nesta região industrial e operária até ser nomeado Arcebispo de Fortaleza - CE, em 21.07.1996, cumprindo esta missão até 15.04.1998, quando de sua nomeação para São Paulo. Tomou posse como Arcebispo de São Paulo em 23 de maio de 1998. Foi criado Cardeal Presbítero do Título de Santo Antônio de Pádua na Vila Merulana em 21/02/2001, pelo Papa João Paulo II.

Em 30.10.2006, foi nomeado prefeito da Congregação Para o Clero, no Vaticano. Em 7.10.2010, o Papa Bento XVI aceitou seu pedido de Renúncia por limite de idade.

Desde 18.04.2011, exerce a função de vigário-geral da Arquidiocese de São Paulo e acompanha as coordenações pastorais do Mundo do Trabalho; Movimentos Eclesiais e Novas Comunidades em âmbito arquidiocesano.

Foi membro da Comissão Episcopal de Pastoral (CEP) da CNBB - Linha 5 de 1976-78; Linha 1, de 1979 a 1982, e responsável pelos Setores Família e Cultura de 1995 a 1998. Foi Assistente Nacional da Pastoral Operária, de 1979 a 1990. Nesse período do regime militar, assumiu corajoso apoio ao movimento grevista dos metalúrgicos e abriu as portas das igrejas para as organizações sindicais impedidas pelo governo de reunirem-se legalmente. Foi eleito pelos bispos da CNBB delegado para o Sínodo dos Bispos sobre a Família, em 1980, para a Assembléia Especial do Sínodo dos Bispos para a América, em 1997, e para Sínodo dos Bispos de 2001, confirmado pelo Papa.

Escritos de sua autoria:

“Renovação das provas tradicionais da existência de Deus” por Maurice Blondel em l'Action (1893), Braga, 1964.

Co-autoria do livro "Fé e Compromisso Político", Paulinas, 1982.

“Sempre Discípulos de Cristo - Retiro Espiritual do Papa e da Cúria Romana”, São Paulo, Paulus, 2002 (traduzido para o italiano)

"Diálogo com a cidade". São Paulo, Paulus - 2005.

"Discípulos e missionários de Jesus Cristo. Ser cristão no mundo atual". São Paulo, Paulus - 2006.

voltar